A Inteligência Emocional tem 2 dimensões

O ponto central do desenvolvimento humano acontece através dos relacionamentos. Somos seres relacionais desde o ventre materno e a nossa identidade é construída a partir das relações estabelecidas na infância e ao longo da vida. Veja neste artigo como a inteligência emocional aliada à relacional nos leva a evoluir pessoalmente e também com os demais seres humanos.

A inteligência relacional não é novidade

Desde a antiguidade o ser humano busca respostas existenciais sobre quem ele é, de onde veio e para onde vai, porque está aqui, qual o sentido de sua existência. Filósofos procuraram responder estas questões de diversas maneiras. Temos escritos e textos de filósofos gregos buscando respostas para estas questões. Verdadeiros tratados! Ainda hoje pensadores buscam respostas.

A ciência também tem buscado respostas para estas questões e abordado temas acerca do desenvolvimento pessoal, autoconhecimento, relacionamentos saudáveis e conflituosos, inteligências múltiplas, inteligência emocional, entre outros. Recentemente estudos sobre a Inteligência Relacional abordada através do método CLASSE, nos trazem com mais clareza a ênfase no aspecto intrapessoal da inteligência emocional nos tópicos Consciência, Liberdade, Atração e Segurança. O aspecto interpessoal é tratado na Sabedoria e Empatia.

O método CLASSE aborda aspectos importantes para desenvolvermos relações saudáveis. Cada aspecto é trabalhado em profundidade através de um processo com encontros programados, de forma que a pessoa identifique seu modo de agir e amplie a qualidade de seus relacionamentos tanto pessoais quanto profissionais.

inteligência relacional teamwork trabalho em equipe liderança - Lea Marcondes

A inteligência emocional

A inteligência emocional tão comentada hoje, alerta para a qualidade das relações como um dos pontos fundamentais para o desenvolvimento saudável do indivíduo. Organicamente a inteligência emocional acontece através do funcionamento do Sistema Límbico que é a região cerebral responsável pelos estados afetivos, emoções, motivações e é o centro do prazer e desprazer.

A inteligência emocional está relacionada a habilidades tais como: motivar-se e persistir em face a frustrações; controlar impulsos canalizando emoções para situações apropriadas; praticar gratificação prorrogada; motivar pessoas, ajudando-as a liberarem seus melhores talentos e conseguir seu engajamento a objetivos de interesses comuns. A inteligência emocional abrange as dimensões intrapessoal e interpessoal.

inteligência emocional - mulher braços abertos balcão cidade solA característica básica da dimensão intrapessoal é o conhecimento que a pessoa tem em relação a seus aspectos internos e a capacidade de estar bem consigo mesma. Uma pessoa com a competência intrapessoal bem desenvolvida tem acesso ao sentimento da própria vida, à gama das próprias emoções e eventualmente rotulá-las como uma maneira de entender e orientar o próprio comportamento, administrando seus sentimentos e seus projetos. A pessoa possui um modelo viável e efetivo de si mesma. Ela reconhece seus sentimentos quando eles ocorrem, lida com eles adequando-os para a situação, conseguindo recuperar-se com mais facilidade dos reveses da vida. É automotivada, caminhando sempre em busca do novo, para manter sua mente criativa em busca de soluções.

inteligência relacionalA dimensão interpessoal aparece revelada através de uma competência especial em relacionar-se bem com outras pessoas, em perceber seus humores, seus sentimentos, suas emoções, motivações, ou seja, permitir um descentrar-se para trabalhar com o outro. Apoiada nas relações humanas em sua forma mais elaborada, essa competência permite habilitar um indivíduo adulto a ler as intenções e desejos dos outros, mesmo que elas os escondam. Dois fatores são importantes para o seu desenvolvimento: um deles é a prolongada infância incluindo o estreito apego à mãe, e o outro fator é a importância da interação social para os humanos, a sua necessidade de coesão, liderança, organização e solidariedade no grupo.

A ciência comprova os fundamentos para relacionamentos saudáveis através de estudos profundos nas áreas da psicologia, comunicação, administração, espiritualidade, entre outras. Os bons relacionamentos geram bons resultados, tanto no âmbito pessoal quanto profissional.

Como andam os seus relacionamentos? Tranquilos? Conflituosos?

Busque respostas relacionais dentro de você com CLASSE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima