Aprendizagem e seus desafios

Existem vários estudos sobre estilos de aprendizagem, ou seja, as formas preferenciais que o indivíduo utiliza para organizar e assimilar suas aprendizagens. As preferências direcionam os passos, as necessidades e as condições prévias para uma boa utilização do potencial. É importante que os pais e professores conheçam seu próprio processo de aprendizagem, suas dificuldades e as dos seus filhos/alunos para poderem lidar com mais eficiência nas intervenções. Existem estudos que avaliam métodos de estudo, comportamentos diante da aprendizagem, funcionamento cerebral, operações mentais, entre outros. Estes estudos são avanços no cuidado, acompanhamento e tratamento nas dificuldades na área da aprendizagem. 

O Instituto Nacional de Saúde Mental (EUA) define Dificuldade de Aprendizagem como uma desordem que afeta as habilidades pessoais do sujeito em interpretar o que é visto, ouvido, ou relacionar essas informações vindas de diferentes partes do cérebro. Essas limitações podem aparecer de diferentes formas: dificuldades específicas no falar, no escrever, coordenação motora, autocontrole, ou atenção. Essas dificuldades abrangem os trabalhos escolares e podem impedir o aprendizado da leitura, compreensão de textos, da escrita ou da matemática. Essas manifestações podem ocorrer durante a vida do sujeito, tanto na criança quanto no adulto afetando várias facetas: trabalhos escolares, rotina diária, vida familiar, campo profissional, amizades e diversões. Em algumas pessoas as manifestações dessas desordens são visíveis e afetam grandemente. Em outras, aparece apenas um aspecto isolado do problema, causando pequeno impacto em outras áreas da vida.

As dificuldades de aprendizagem podem aparecer em qualquer fase da vida, mas são mais evidentes na escolarização da criança. A observação dos pais e dos professores é fundamental para detectar a necessidade de ajuda profissional. A criança sofre, pois não sabe o que está acontecendo com ela, porque não aprende como os colegas e não sabe explicar o que está acontecendo com ela. Muitas vezes ela é rotulada como preguiçosa, desleixada, irresponsável, entre outros rótulos. Isto apenas agrava o problema! Quanto mais cedo esta criança for atendida profissionalmente, mas cedo ela aprenderá a lidar com suas dificuldades, descobrir recursos para resolver os desafios apresentados pela escola e pela vida. A psicopedagogia hoje trabalha com métodos e técnicas de abordagens diferenciadas que proporcionam mudanças significativas e duradouras no indivíduo. 

O ano escolar quando inicia vem carregado de desejos, sonhos e expectativas tanto da criança, quanto pais e professores. Se seu filho ou filha apresentou dificuldades escolares no ano que passou, não espere até o final do ano escolar para buscar auxílio profissional independentemente de notas das provas ou boletins. Quanto mais cedo a criança for atendida, feita uma avaliação ampla, melhor para todos! A pressão emocional e a autoestima nestas situações são profundamente afetadas, gerando maiores dificuldades para a criança. Portanto, pais, não deixem para depois aquilo que pode ser minimizado agora! Busquem um profissional que atende esta área para que possa auxiliá-los no grande desafio que é levar os filhos a uma maturidade saudável e segura! E para que isto seja alcançado é necessário vencer os obstáculos que se apresentam nas diversas áreas da vida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima